Maracatu Nação Pernambuco

 

Menu

Links


 
album 2 fotos por Dante Barros.JPG
album 2 fotos por Dante Barros.JPG

“Em 1989 surge o Maracatu Nação Pernambuco que, baseado em pesquisas, atraiu curiosos até então distantes dos maracatus tradicionais. O Nação cria, assim, um papel de interlocutor entre um novo público e a cultura de tradição oral. Com a valorização da música de percussão, em especial a dos maracatus no Recife, estimulou-se a criação de muitos grupos, inclusive os infanto-juvenis.”
(Dinara Helena Pessoa – pesquisadora e etno-musicóloga, em “JC Cultural” – SET/2001).

Atuando em teatros tradicionais, palcos de festivais, realizando desfiles nas ruas com até 60 tambores e 300 desfilantes, gravando discos e ministrando oficinas, o Nação Pernambuco nasceu com o objetivo de dar uma amplitude maior e mais digna ao universo do maracatu, até então restrito ao período carnavalesco.

Este é o princípio orientador de um movimento cultural que tem no Maracatu Nação Pernambuco sua face mais conhecida, a ponta brilhante de uma grande e maciça estrutura, e na Sociedade Cultural e Carnavalesca Baquelivre Pernambuco Fábrica de Cultura sua personalidade jurídica, que desenvolve ainda o Projeto Sementes da Nação com crianças de 07 a 17 anos, o Grupo Cultural Toque Leoa, formado só por mulheres, a Escola Pernambucongo de Ritmos e o Viradança com aulas de dança popular.


 
 
Prêmios
- Cinco premiações pelo SATED – Sindicat
 
Sementes da Nação
O Projeto Sementes da Nação é uma propos
 
História e Parceiros
O Maracatu Nação Pernambuco é um grupo c